domingo, 5 de abril de 2015

Sob as nuvens



os teus cabelos voam
no sábado de aleluia
no céu como uma cama
o meu amor descansa

não fosse assim azul
mas pejo de castanho
recordaria os olhos
que baixas quando amamos

andamos, mas tu voas
e vamos tão distantes
que meus pensamentos
no chão se derramam


mas vê o horizonte
curvo em que flutuas
e lembra de meus ombros
que aguardam o teu pouso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário